O processamento do cartão de crédito é altamente competitivo e as empresas estão dispostas a fazer o possível para obter uma vantagem. Uma das manobras mais comuns é oferecer terminais “gratuitos” a novos clientes. Parece uma boa idéia, considerando que a maioria dos terminais custa algumas centenas de dólares.

Máquina de cartão de graça pode custar caro

O que as pessoas que se interessam por essas táticas não percebem, no entanto, é que as empresas que oferecem terminais “gratuitos” receberão seu dinheiro de volta em pouco tempo através de inúmeras táticas de pagamento, incluindo preços diferenciados, aumento de taxas e taxas de cancelamento pesadas.

Embora possa parecer uma boa ideia para uma nova empresa receber um terminal “gratuito” durante um período em que o dinheiro é particularmente apertado, essa decisão será péssima em apenas alguns meses.

Quais os problemas de uma maquininha de graça?

Quando as empresas oferecem terminais “gratuitos”, eles estão começando centenas de dólares no buraco. Isso significa que eles precisam recuperar esse dinheiro o mais rápido possível, usando as técnicas descritas acima. O único problema é que, uma vez que o dinheiro para pagar pelo terminal é devolvido por meio de taxas mais altas, essas taxas não diminuem e os comerciantes acabam pagando muito mais a longo prazo.

Terminais gratuitos

Os terminais gratuitos podem vir com valores muito mais altos nas tarifas e taxas. (Foto: CGTrader)

Comparando uma maquineta gratuita com terminais de preços razoáveis

Se o comerciante 1 decide optar por um terminal “gratuito” com uma taxa média de 2,93% e o comerciante 2 escolhe um terminal com preço razoável (R$400) com uma taxa média de 1,87%, vamos ver como seus pagamentos diferem pelo mesmo volume de transações com o passar do tempo.

Se cada comerciante tiver um faturamento bruto de R$ 15.000 em transações por mês, durante o primeiro mês, o comerciante 1 pagará R$439,50 (0,0293 x 15000) e o comerciante 2 pagará R$680,50 (400 + 0,0187 x 15000).

Durante o primeiro mês, o plano terminal “gratuito” é favorável, mas e depois de um ano? Após um ano, o comerciante 1 pagará R$5.274 e o comerciante 2 pagará R$3.766.

Em outras palavras, o comerciante 2 pagará R$1508 a menos em apenas 12 meses. Agora multiplique isso por 5 anos.

Como você pode ver, o tentador terminal “gratuito” se torna muito caro a longo prazo. Mas este tipo de comparação pode te dar uma base para negociar as taxas e encontrar os melhores negócios.

Taxas de cancelamento de máquinas de cartão

Como você pode esperar do exemplo acima, os comerciantes alcançam as taxas elevadas que acompanham seu terminal de cortesia. No momento, eles também podem aprender sobre a taxa de cancelamento associada.

As empresas que oferecem terminais “gratuitos” cobram taxas pesadas de cancelamento para manter os clientes usando suas tarifas ou ganhar dinheiro com elas antes de permitir que optem por sair do contrato. Como vimos anteriormente, grandes taxas de cancelamento são um bom sinal de que o acordo entre o comerciante e o processador do cartão é favorável ao processador do cartão. Caso contrário, eles poderiam oferecer taxas justas de cancelamento.

Terminais “gratuitos” estão longe de serem gratuitos

O termo terminal “grátis” é um nome impróprio. Na realidade, são empréstimos muito pequenos com taxas de juros muito altas. Semelhante às tarifas fixas, os terminais “grátis” são uma bandeira vermelha e devem ser evitados. Mas se você tem um volume muito grande de vendas, terminais POS podem ter taxas boas, e serem gratuitos.

Tenha a consciência de que a pesquisa e a negociação são necessários para garantir que você obtém o melhor negócio.

Dúvidas? Deixem nos comentários suas perguntas!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)