Tudo está online. E acessível. Cartões de crédito, cartões de débito, net-banking, carteiras eletrônicas etc. estão garantindo uma maneira segura e conveniente, tornando cada vez mais clientes ansiosos para comprar na web. Os gateways de pagamento estão facilitando isso todos os dias em lojas virtuais. A loja virtual da UOL é uma dessas opções de portais de pagamento.

Mas seja a loja virtual da UOL ou de outras plataformas, como escolher? Vamos te ajudar a ver os critérios gerais e fazer uma escolha consciente da melhor opção.

O que é gateway de pagamento?

Simplificando, um gateway de pagamento é um serviço que conecta uma loja online a um banco ou processador de pagamento, validando as credenciais da transação por meio da web / celular para efetuar um pagamento.

Os gateways de pagamento, portanto, desempenham um papel substancialmente importante na decisão de compra do cliente e na conversão de clientes em uma venda.

Pode haver uma possibilidade das melhores empresas de comércio eletrônico falharem ao fornecer um suporte contínuo do carrinho ao caixa. Eles podem deixar de fornecer métodos de pagamento populares para escolher. Esse é um dos principais motivos pelos quais os clientes cancelam uma compra. Isso enfatiza claramente a necessidade de escolher os gateways de pagamento certos para sua loja.

O que é uma loja virtual?

Uma loja virtual é um site onde você pode vender seus produtos e serviços. A loja virtual pode ser um site já pronto, de um template, ou pode ser uma loja aberta em um site como Mercado Livre, UOL, OLX, entre outros. Muitos gateways de pagamento oferecem plataformas completas para criar sua loja virtual com poucos passos, desde que você use o gateway deles.

Criar uma loja virtual é relativamente fácil usando as plataformas e os gateways de pagamento certos.

Como identificar o método de pagamento certo?

Dê pequenos passos para entender as necessidades comerciais, as métricas de comparação, o suporte em todo o país e a moeda muito antes de concluir sua escolha.

Esse infográfico facilita para os empreendedores de negócios online, proprietários de varejo e outras empresas online convencionais convergirem para uma decisão com base em determinadas variáveis ​​essenciais para medir a escolha do gateway de pagamento mais adequado.

Considerar os prós e os contras de um tipo de gateway, é o primeiro passo importante nessa direção.

Tipos de lojas virtuais e gateways de pagamento

Existem principalmente dois tipos de gateways de pagamento:

1. Gateways de pagamento hospedados

Eles redirecionam o cliente para a plataforma do provedor de serviços de pagamento (rede host) para inserir as informações de pagamento. PayPal, PagSeguro e Mercado Pago são os gateways de pagamento hospedados populares com os quais todos estão familiarizados.

Prós:

Nenhuma responsabilidade de segurança: O maior benefício desses gateways é que a rede host ou o provedor de serviços externo cuida dos problemas de conformidade e segurança.

Sem aborrecimentos de configuração: a instalação é de responsabilidade exclusiva dos provedores de serviços de pagamento. Portanto, não há necessidade de se preocupar com o know-how para integrar.

Contras

Sem controle sobre a interface: essas soluções de pagamento geralmente deixam de impressionar os clientes com interfaces de usuário lentas e complicadas. Por sua vez, isso pode ter um grande impacto nas taxas de conversão da sua empresa.

2. Gateways de pagamento integrados

Um gateway de pagamento integrado conecta sua loja de comércio eletrônico aos serviços de gateway por meio de uma API. Fornecedores de gateway de pagamento facilitam essas chamadas de API para fazer pagamentos diretos através de sua loja online. Eles também são chamados de gateways de pagamento não hospedados.

Prós:

Experiência de pagamento suave e sem problemas: como os possíveis compradores não são redirecionados para fora do site da loja, esses gateways sempre vencem a batalha de proporcionar uma melhor experiência ao usuário.

Compatível com dispositivos móveis: eles são rápidos no processamento de solicitações e respostas, favorecendo assim a população de compradores de frenesi móvel.

Contras:

Responsabilidade de segurança: a conformidade com o PCI DSS e a certificação SSL estão principalmente em suas mãos. Uma violação de segurança e sua loja devem enfrentar o risco de uma auditoria geral.

Integração e manutenção personalizadas: a arquitetura da sua loja pode não suportar determinados recursos fornecidos pelo provedor de gateway. Algum desenvolvimento personalizado e manutenção contínua não podem ser descartados na integração dessas APIs de gateway.

Depois de decidir qual o tipo de gateway de pagamento que melhor se adequa ao design da sua loja e ao funil de vendas, vem o próximo passo.

Escolhendo loja virtual

Escolha a melhor loja virtual para seu negócio e faça dela o sucesso de vendas. (Foto: 99Firms)

Como escolher uma loja virtual?

Faça um brainstorm deste conjunto de 6 perguntas vitais antes de integrar um provedor de serviços de gateway para sua loja de comércio eletrônico:

1. O que preciso para ter uma loja virtual?

Identifique seus requisitos de negócios. Qual o impacto que um gateway de pagamento tem no seu público-alvo? Ele suporta várias moedas? Ou qual é a sua política de pagamentos recorrentes? Seus serviços estão disponíveis no país em que seus clientes-alvo vivem?

2. Qual a viabilidade financeira da loja virtual?

Verifique se a taxa de instalação não é alta e a taxa fixa por transação não está lhe custando muito. Alguns provedores de gateway cobram uma taxa variável. É importante entender a estrutura geral das taxas cobradas pelos provedores de serviços, para que isso não afete seus negócios financeiramente. Você também deve saber qual gateway de pagamento é mais adequado para evitar fraudes de cobrança reversa para seus negócios online.

3. Quão seguro é o portal de pagamentos para efetuar pagamentos online?

Um gateway de pagamento seguro é da maior importância para seus clientes fazer uma compra e se você desejar redirecionar os existentes. Um provedor de gateway deve ter uma política de privacidade completa e oferecer conformidade nível 1 com o PCI DSS (Payment Card Industry Data Security Standard).

A certificação SSL do provedor cria uma imagem confiável da sua loja para os clientes. Eles também devem lidar com a proteção contra fraudes e dar suporte a várias técnicas de tokenização para evitar qualquer violação de segurança.

4. Como afetará a interface da sua loja virtual?

Várias telas e um número maior de saltos são um grande não para a experiência do usuário. Deve haver um efeito mínimo no design e na estrutura da sua loja virtual. Além disso, calcule o impacto do design em plataformas móveis, para que seja mais fácil integrar quando você planeja levar sua loja para dispositivos móveis. Quanto mais cedo, melhor.

5. Quanto o portal de pagamentos suporta em tempo real?

Se em tempo real, seu gateway de pagamento estiver recusando mais transações e ainda efetuando uma venda, isso é motivo de preocupação. Avalie as métricas essenciais de desempenho, como velocidades, taxas de declínio e taxas de sucesso, por exemplo são boas para comparar a adequação e o impacto nos seus negócios.

6. E sobre o suporte do gateway de pagamentos?

Caso você tenha problemas com relação a uma transação contestada ou registre uma reclamação, qual é o alcance da equipe de suporte? Seu tempo de resposta e gerenciamento de rastreamento de problemas destacam sua credibilidade no mercado. Portanto, verifique se os serviços de suporte são rápidos e fáceis.

Depois de preparar uma lista dessas perguntas, é hora de saber quais gateways dominam o mercado e são os mais adequados para responder às suas perguntas.

Qual gateway de pagamento você acha que é o melhor? Qual o seu favorito para uma loja virtual? Diga-nos abaixo nos comentários!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)