Giro de estoque: o que é, conceito, fórmula e como calcular!

Escrito na categoria "Como pedir máquina de cartão" por André M. Coelho.

Como varejista, você está sempre procurando maneiras de aumentar as vendas e os lucros, bem como gerenciar o espaço que possui para estoque. Existe um equilíbrio delicado entre ter muito ou pouco estoque disponível. Estoque demais leva a altos custos de manutenção, ao passo que pouco estoque significa possivelmente perder vendas.

Na maior parte, o gerenciamento de estoque trata de encontrar esse equilíbrio e garantir que você tenha os produtos certos no momento certo.

Uma das principais métricas que podem ajudá-lo a descobrir tudo isso é o giro de estoque, que, como você aprenderá a seguir, desempenha um papel crítico no planejamento e gerenciamento de seu estoque.

O que significa giro de estoque?

O giro de estoque é uma medida do número de vezes que o estoque é vendido em um ano. Nas práticas contábeis, geralmente é calculado para o ano, mas também pode ser feito mensalmente ou trimestralmente.

Ao compilar o estoque médio de um ano, você obtém uma imagem mais clara da situação financeira do seu negócio. Ao longo do ano, haverá picos e vales de estoque devido a feriados, volta às aulas e compras sazonais de roupas que distorcerão seus números.

Fórmula de giro de estoque ou como você calcula o giro de estoque?

A fórmula para calcular a taxa de giro de estoque é:

Custo dos produtos vendidos (CPV) dividido pelo estoque médio para o ano

Por exemplo:

A Loja Roupas da Titia Maria vendeu R$500.000 em produtos este ano e teve um estoque médio de R$250.000.

R$500.000 em vendas dividido por R$250.000 em estoque = 2

O giro de seu estoque é 2, o que significa que eles tiveram que repor todo o estoque duas vezes no ano passado. Esse número mostra que os produtos estão sendo vendidos a uma taxa lucrativa.

Em um segundo exemplo:

A Companhia Leiteira de São João vendeu R$100.000 em mercadorias este ano e tinha um estoque médio de R$350.000.

R$100.000 em vendas dividido por R$350.000 em estoque médio = 0,29

Seu giro de estoque é de 0,29, indicando que eles estão gastando muito dinheiro em custos de retenção (custos de armazenamento) e os itens estão demorando nas prateleiras. O excesso de estoque potencialmente aponta para ineficiências em marketing, vendas e compras ou para uma desaceleração econômica em nível local, regional ou nacional.

Embora seja importante conhecer a fórmula por trás do giro de estoque, certifique-se de automatizar o processo de cálculo com um sistema de PDV integrado ao seu inventário ou com planilhas.

Giro de estoque na empresa

O giro de estoque é uma referência para o seu negócio e que precisa ser muito bem monitorado para melhorar os resultados. (Foto: Web Retailer)

Qual é uma boa taxa de giro de estoque para o varejo?

O ponto ideal para o giro do estoque é entre 2 e 4.

Um baixo giro de estoque pode significar um fraco desempenho da equipe de vendas ou um declínio na popularidade de seus produtos. Na maioria dos casos (leia-se: nem sempre), quanto mais alta a taxa de giro do estoque, melhor suas metas de negócios estão sendo atendidas.

Dito isso, uma taxa de rotatividade extremamente alta nem sempre é positiva. Se sua loja de varejo está renovando seu estoque 9 vezes por ano, seus níveis de compra podem estar muito baixos – levando à perda de vendas se o produto se esgotar.

Por que você precisa medir o giro do estoque?

Se você ainda não está medindo o giro do estoque, aqui estão alguns motivos para considerar fazer isso:

1. Posição financeira melhor:

O giro de estoque é um indicador chave de desempenho (KPI) para gerenciar e expandir seus negócios. A medição também mostra aos bancos a liquidez de seus ativos. Como o estoque é frequentemente colocado como garantia para um empréstimo, os bancos querem ter certeza de que o estoque é fácil de vender e pode ser rapidamente transformado em dinheiro.

2. Você tomará decisões de negócios mais inteligentes:

Monitorar de perto o giro do estoque também lhe dá um controle melhor sobre seu estoque para que possa tomar decisões de compra mais inteligentes, manter a mercadoria em movimento e vender mais dos produtos que seus clientes desejam.

Especificamente, essa métrica pode informar suas decisões sobre:

Quais itens precisam ser pedidos: se o giro de estoque de um item específico for muito alto, pode ser uma indicação de que você precisa pedir mais itens.

Quais unidades precisam ser relegadas para o corredor de vendas: o estoque não está girando rápido o suficiente? Pode ser hora de colocá-los à venda antes que se tornem um estoque morto.

O que deve ser pedido com antecedência para permitir tempo suficiente para a fabricação / produção / envio: ao saber quantas vezes um produto gira por ano, você será capaz de planejar com antecedência para garantir que não tenha falta de estoque prematura.

Claramente, quando você tem um controle sólido sobre o giro de estoque, você será capaz de responder – e agir – as perguntas acima mais rapidamente.

Como melhorar o giro do estoque?

Agora que você sabe por que deve medir o giro do estoque (e como fazê-lo), vamos examinar algumas das maneiras de melhorar a taxa de giro do estoque.

1. Obtenha um sistema de gerenciamento de estoque sólido

Você não pode otimizar seu giro de estoque sem medi-lo em primeiro lugar. É por isso que é importante armar seu negócio com um bom PDV e uma plataforma de gerenciamento de estoque que permite que você acompanhe suas vendas e níveis de estoque em tempo real.

Essas plataformas de varejo permitem que você gerencie facilmente seu estoque e relate as flutuações para que você não tenha que fazer cálculos manuais.

Muitos sistemas de máquinas de cartão e PDV/POS oferecem a gestão de inventário e estoque integrados, com muita qualidade.

2. Conheça seus benchmarks

Estar ciente do número de giro do estoque de sua empresa é importante, mas será duplamente útil saber como sua empresa se compara a outras em seu setor. O giro médio de mercadorias no setor de varejo de roupas em um ano normal é de  3,91.

Se sua loja de roupas tem uma taxa de giro de estoque de 4,0, significa que sua loja está alinhada com a média do seu setor. Por outro lado, se seu estoque não está se movendo tão rapidamente, então você pode precisar avaliar suas vendas, marketing e práticas de estoque para ver como você pode melhorar.

Useuma calculadora de giro de estoque online com recursos de benchmarking. Se você está curioso para saber como o estoque de sua loja está se movendo em comparação com comerciantes semelhantes. Há várias disponíveis.

3. Deixe sua equipe em sincronia

Sua equipe de vendas, gerentes de compras, executivos de marketing e alta administração precisam compartilhar informações sobre o estoque. Mantenha-se informado sobre quais produtos estão saindo das prateleiras e quais itens não estão gerando interesse.

Aqui estão algumas das maneiras como as várias equipes podem trabalhar juntas:

Os vendedores estão na linha de frente do varejo e podem avaliar se um produto é um sucesso ou um fracasso para seus clientes.

O departamento de marketing pode ter que trabalhar para aumentar o tráfego de pedestres por meio de eventos ou melhorar seu visual online para certos produtos.

A gerência e o departamento de compras precisam revisar o giro do estoque para determinar quais itens geram mais lucro e quais itens não valem mais a pena pedir devido à falta de interesse do consumidor.

Se você tiver uma operação de varejo menor, ainda será útil manter seus funcionários em sincronia. Converse com seus parceiros e / ou funcionários regularmente e faça com que todos tenham um controle sobre a rapidez de seus produtos.

4. Encontre maneiras de mover o inventário mais rapidamente

Se o giro de seu estoque está lento, pode ser hora de melhorar suas vendas e esforços de marketing para garantir que você esteja vendendo mais mercadorias.

Como cada loja de varejo é diferente, não existe uma estratégia única para todos sobre como melhorar suas vendas. A melhor coisa a fazer é explorar as várias estratégias e táticas e ver o que funciona melhor para sua loja.

Aqui estão algumas ideas:

Implemente a venda sugestiva.

Treine sua equipe para upsell e vendas cruzadas.

Defina as metas de vendas certas e motive sua equipe a cumprir (e superar) essas metas.

Identifique as principais características de associados de varejo de sucesso e desenvolva essas características em sua equipe.

Ajude sua equipe a superar o medo de vender.

Treine sua equipe para causar uma primeira impressão melhor com os clientes.

Saber quais produtos estocar e quanto pedir são insights revolucionários para seu negócio de varejo. Ter um controle sólido sobre o giro de seu estoque permite que você fique por dentro dessas decisões para que possa continuar a transportar os produtos no momento certo.

Esperançosamente, as dicas neste post o deixam mais perto de fazer exatamente isso. Mas se ainda tiver dúvidas, deixem nos comentários suas perguntas!

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

Após ouvir relatos de seus clientes empresariais, André percebeu que existia o receio de aceitar cartões por motivos variados, desde custos até não saber como funcionava uma máquina de cartão. Sendo especialista em finanças e educador financeiro com mais de 300 horas em cursos, André decidiu escrever sobre as máquinas de cartão para ajudar seus leitores e os vendedores que querem entrar neste mundo dos cartões de crédito e débito.

Aviso legal

O conteúdo apresentado no site é apenas informativo com o objetivo de ensinar sobre o funcionamento do mundo financeiro e apresentar ao leitor informações que o ensine a pensar sobre dinheiro. O site Maquininha não faz recomendações de investimentos e em nenhuma hipótese pode ser responsabilizado por qualquer tipo de resultado financeiro devido a práticas realizadas por seus leitores.

Deixe um comentário