Para os não iniciados, um processador de pagamentos atua como o elo entre sua empresa e os bancos, emissores e redes de cartão de crédito. Se você planeja receber pagamentos online ou pessoalmente, um processador de cartão de crédito é necessário. E não importa o tipo de negócio que você está construindo, existem algumas características importantes que todo empresário deve considerar ao comparar o grupo de serviços de processamento de cartões de crédito existentes no mercado.

Dentre as diversas opções que existem, há a Bin, uma empresa relativamente nova, que traz mais opções para o mercado. Mas como comparar ela com as opções que já existem e garantir que ela é a melhor opção?

Bin e as taxas

O dinheiro é importante para todos os negócios, mas são as empresas menores que sentem o aperto dos custos e taxas adicionais. Embora os custos iniciais, se houver, sejam diferentes para cada processador de cartão de crédito, geralmente são as taxas associadas ao processamento de cartão de crédito que podem ser especialmente complicadas.

Um bom lugar para começar é descobrir se um processador de pagamentos cobra uma taxa mensal ou uma taxa fixa por transação. Empresas podem não ter taxas de serviço mensais e, em vez disso, receber uma porcentagem de cada transação que o comerciante processa. O argumento para uma taxa fixa fixa volta à transparência: sem uma taxa fixa, os processadores podem cobrar taxas diferentes para diferentes tipos de cartão.

Nosso ponto de vista é que ter uma taxa fixa transparente está em vigor para atender melhor ao comerciante. A melhor coisa que você pode dar a um consumidor é a escolha, mas o outro lado é que você tem que remover quaisquer barreiras para que o comerciante aceite outras formas de pagamento.

Claro que há também um argumento para a opção de taxa mensal, e ela volta a entender os produtos que você planeja vender, como seus clientes pagarão e se uma taxa fixa por transação começará a afetar os lucros.

Com o tempo, dependendo do tamanho médio de cada transação, as taxas por transação podem aumentar. Se você escolher uma dessas opções, acompanhe suas transações mensais com muito cuidado e some o que você acaba pagando em taxas de serviço para ver se pode valer a pena mudar para um serviço que ofereça uma taxa mensal fixa mais uma muito menor. por taxa de transação.

Também é importante observar que a maioria dos processadores, independentemente da estrutura de taxas, faz distinção entre transações de cartão presente (CP) e cartão não presente (CNP). As transações do CNP ocorrem quando um comerciante digita manualmente um número de cartão de crédito, e elas são sempre mais caras porque representam um risco maior de fraude.

Quando você começar a pesquisar os processadores de cartão de crédito, fique atento para como as taxas são estruturadas pelo provedor escolhido. Além das taxas de transação, outras taxas de processamento a serem observadas incluem taxas de conformidade, taxas de intercâmbio, taxas de declaração, taxas de cancelamento e taxas de acesso ao gateway. Nem todos os provedores cobram todas as taxas, e alguns não são automaticamente transparentes se o fizerem, portanto, faça perguntas.

Outro custo a considerar é o preço do equipamento. Se você deseja processar pagamentos com cartão de crédito pessoalmente, sua empresa precisará de pelo menos um leitor de cartão de crédito. Alguns provedores oferecem seus leitores de cartão de crédito gratuitamente, enquanto outros cobram com base nas capacidades de um leitor.

No caso da Bin, a empresa oferece as seguintes opções:

  • Máquinas Bin
  • Pin Pad Bin (TEF), integrado à soluções de automação comercial
  • POSTEF Bin, uma automação mais móvel
  • E-commerce Bin, um gateway de pagamentos online para o e-commerce

A Bin tem taxas e valores negociáveis, o que a torna uma melhor opção para médios e grandes empresários, que tem um maior volume de vendas e uma margem maior de negociações. Pequenos empresários que tem um grande volume de vendas ou que estão em expansão podem ver a Bin como uma boa parceria para ter custos mais controláveis.

A Bin tem uma página dedicada em seu site para as taxas, com valores diferenciados de acordo com o tipo de negócio que você opera. Vale lembrar que há margem para negociação com os serviços da Bin.

Máquina de cartão Bin

Usar as máquinas de cartão da Bin pode ser uma ótima opção para seu negócio, contribuindo para seu negócio ao passar a aceitar transações com cartões de crédito e débito. (Foto: YouTube)

Ferramentas de segurança na máquina de cartão Bin

A prevenção e a segurança contra fraudes devem ser a prioridade de todos os proprietários de negócios, independentemente do tamanho, e felizmente a maioria dos processadores de pagamentos tem serviços de segurança integrados ao sistema. As soluções de fraude para transações na loja são baseadas na aceitação do cartão com chips.

Os cartões com chips armazenam dados do portador do cartão em um chip inteligente incorporado, tornando a falsificação muito mais difícil em comparação com os cartões com tarjas magnéticas. Mas, mesmo com o chip, os dados do portador do cartão ainda estão potencialmente expostos e exploráveis ​​por meio de fraude ou malware no ponto de venda (POS), portanto, verifique se há criptografia e tokenização como salvaguardas adicionais. Se você pretende vender online, verifique se o processador também oferece suporte a certificados SSL e verificação de CVV2.

Você também quer certificar-se de que seu processador está em conformidade com os regulamentos PCI-DSS (Padrão de Segurança de Dados do Setor de Cartões de Pagamento), que estipulam que o ecossistema de pagamento de um comerciante deve ser inventariado, documentado e protegido.

Os serviços de resolução de fraudes também são importantes, portanto, você deve verificar se o processador oferece proteção ao vendedor e suporte, se e quando ocorrer uma fraude.

Com o know-how da First Data, a empresa mãe da Bin, e mais de 40 anos de experiência no mercado, a segurança da máquina é bem sólida. Em associação com o Bancoob, uma instituição financeira brasileira, a Bin ainda garante estar de acordo com a legislação vigente, sendo também uma empresa que tem de responder a legislação do país.

Métodos de pagamento que a Bin aceita

A melhor maneira de preparar seu negócio para o futuro é se preparar para aceitar qualquer forma de pagamento que seus clientes utilizem.

Os cartões de crédito e débito tradicionais são o método de pagamento mais comum usado, mas a carteira digital e as alternativas sem contato, como o Apple Pay e a Samsung Pay, estão ganhando popularidade. Quando você está preparado para aceitar pagamentos sem contato, você pode, por padrão, aceitar todas as formas de pagamentos baseados em Near Field Communication (NFC), incluindo pagamento feito com cartões, telefones e wearables.

Os pagamentos sem contato também podem fornecer uma camada adicional de segurança de transação. O Apple Pay, por exemplo, conta com as mesmas funções criptográficas que as transações com cartões com chip, mas com o uso de dados biométricos para autenticar a identidade do portador do cartão. Como resultado, os pagamentos sem contato, como o Apple Pay, são processados ​​com as mesmas taxas associadas a cartões físicos e outros tipos de transações.

As empresas devem pensar se essas são as opções que desejam oferecer aos seus clientes, e o impacto dos métodos de pagamento no modelo de negócios que se comportam de maneira diferente dos cartões.

A Bin, como empresa, tem terminais modernos, e está constantemente se atualizando para se manter frente aos seus concorrentes e aceitando os mais diversos tipos de pagamentos.

Interoperabilidade dos pagamentos pela Bin

Por motivos de facilidade de uso e relatório, você provavelmente desejará conectar sua rede de processamento diretamente ao seu sistema de ponto de venda. Alguns processadores oferecem software PDV que se integra nativamente ao sistema e ao hardware, enquanto outros criam uma rede de parceiros para os comerciantes escolherem. Isso realmente se resume às necessidades do seu negócio e à complexidade do seu inventário ao decidir qual software de PDV usar.

À medida que avança, procure um processador que forneça mais do que apenas processamento, como faturamento, relatórios e contabilidade. Também observe que um processador tem um ecossistema robusto de parceiros além do PDV, o que tornará a conexão com outros serviços sem complicações.

A Bin oferece uma plataforma completa e integrada de PDV, com e-commerce e realtórios centralizados, em diversos planos com diferentes valores que atendem às necessidades de seu negócio em diferentes estágios do desenvolvimento. Você pode, por exemplo, começar com um negócio pequeno e ir expandindo suas vendas, mudando seu plano para atender melhor ao maior volume financeiro movimentado.

Suporte ao cliente da Bin

Você inevitavelmente precisará de ajuda em algum momento, por algum motivo, por isso é aconselhável procurar um processador que ofereça suporte ao cliente 24 horas por dia, 7 dias por semana, de preferência com a ajuda direta de um representante da conta. Muitas empresas começam a saber o que querem ser, mas a maioria delas não sabe sobre pagamentos e processamento, e elas só querem que as plataformas funcionem. Em algum momento eles querem pegar o telefone e conversar com alguém.

Tente entrar em contato com potenciais candidatos ao processamento; você terá uma noção rápida de como eles tratam os clientes e lidam com o suporte ao cliente. Isso vale inclusive para a Bin. Pesquisar em fóruns, grupos de discussão, e sites de análises e reclamações online pode te ajudar a ter uma ideia do que esperar da Bin.

Escolher um processador de cartões pode ser quase tão importante quanto decidir entrar no negócio em primeiro lugar. Converse com colegas, analise pesquisas online e analise todas as letras miúdas. Com um pouco de trabalho, você pode garantir que a escolha que você faz é melhor para você, sua empresa e seus clientes. A Bin pode ser essa opção, se você pesquisar e analisar que ela é a melhor para seu negócio.

Você tem ou conhece alguém que usa as máquinas da Bin? O que acham da máquina?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)