Franquias baratas para investir, como escolher?

Escrito na categoria "Comparativo de máquinas de cartão" por André M. Coelho.

Se você deseja iniciar um novo negócio, a franquia pode ser uma boa opção. Existem franquias em quase todos os setores, então você tem uma grande variedade de opções. Então, como você restringe e, em última análise, decide qual é o melhor para você? Basta apenas escolher a mais barata? Não é bem assim.

Com uma franquia, você obtém o benefício de um produto ou serviço comprovado e ainda é seu próprio patrão. No entanto, você ainda deve se esforçar, por isso é importante encontrar um bom ajuste para sua paixão e conjunto de habilidades. Há muitos fatores a serem considerados, como custos de franquia e suporte oferecido pela sede corporativa.

Se você não tem ideia por onde começar, comece trabalhando as questões abaixo, que colocarão alguns parâmetros em sua busca de franquia. Assim, mesmo sendo uma opção barata, você vai sair com a escolha certa. E mais importante, lucrativa.

As franquias baratas para investir e seus objetivos pessoais

Cada pessoa tem diferentes motivações para querer se tornar um empresário. Primeiro, pergunte-se quais são seus objetivos. Você quer ganhar dinheiro, ficar mais tempo em casa ou dar um passo empreendedor em sua carreira? Ao descobrir seus objetivos reais, você será capaz de determinar qual franquia é uma boa opção para ajudá-lo a cumprir esses objetivos.

Quais setores tem franquias interessantes e baratas?

As franquias não se limitam a restaurantes de fast food e cafés. Essa estrutura de negócios existe em praticamente todas as categorias de produtos ou serviços. Você pode operar uma franquia em aulas particulares ou preparação para a faculdade, serviços de zeladoria ou limpeza, restaurantes e varejo, saúde e bem-estar e muitas outras categorias.

Quero uma franquia boa, mas onde eu sou bom?

Os proprietários de franquia mais bem-sucedidos fazem o trabalho que lhes convém e procuram maneiras de delegar ou terceirizar as funções para as quais eles podem não ser bons ou ter tempo para fazer.

Não tente ser um especialista em tudo. Encontre oportunidades de terceirizar as funções que exigem especialização, para permitir que você se concentre em seu pessoal.

Por exemplo, você pode não ser um contador, então não deve tentar gerenciar isso sozinho. Em vez disso, terceirizar para uma empresa especializada em escrituração terceirizada e contabilidade para franquias oide ser uma boa ideia.

Antes de comprar a franquia, saiba o seu papel

Existem dois tipos de franqueados: proprietários ausentes, que contratam pessoal para administrar o negócio no dia a dia, e proprietários / operadores, que estão diretamente envolvidos na gestão do negócio.

Muitos franqueadores oferecem uma oportunidade prática, enquanto outros oferecem mais oportunidades de gerenciamento. A pergunta-chave que os franqueados precisam se fazer é: o que eles se veem fazendo no dia a dia? Eles realmente querem fazer um trabalho específico todos os dias? Eles querem liderar uma organização? Eles querem quer gerenciar gerentes?

Que tipo de compromisso quero assumir na franquia barata?

Muitos acordos de franquia são contratos de vários anos. Enquanto alguns duram apenas 5 anos ou 25 anos, a duração média de um contrato de franquia é de 10 anos. Isso significa que você está se comprometendo com essa oportunidade a longo prazo, pois pode ser difícil sair de um contrato de franquia.

Escolhendo franquia barata

Mesmo escolher uma franquia barata demanda muita pesquisa e planejamento para não ter um prejuízo. (Imagem: Point Franchise)

Quanto investir em uma franquia barata?

Os custos de franquia variam muito, dependendo do setor e do modelo de negócios específico. Embora algumas taxas iniciais sejam inferiores a R$10.000, outras podem ser superiores a R$1 milhão. Os franqueados em potencial devem pesar o investimento inicial em relação ao retorno esperado, junto com suas metas de renda, estilo de vida, riqueza e patrimônio líquido.

Abrir uma franquia de alimentos terá um investimento muito maior do que uma franquia doméstica, business-to-business, simplesmente devido à quantidade de equipamentos e estoque necessários para iniciar o negócio. Cabe ao franqueado em potencial decidir quanto deseja investir e o que o ajudará a atingir seus objetivos, tanto de curto quanto de longo prazo.

Embora algumas franquias queiram que seus franqueados tenham experiência no setor, o que é significativo para eles é que o franqueado tenha o conhecimento básico de negócios e o impulso empreendedor para ter sucesso.

A franquia pode buscar franqueados que entendam a arte do marketing e a necessidade de vendas, em vez de experiência em um setor específico. É melhor empresas que buscam franqueados que se concentrem no atendimento ao cliente e nas formas de aumentar as transações. Franqueados de boa qualidade são difíceis de encontrar.

Conclusão importante: antes de mergulhar em uma oportunidade de franquia, pergunte a si mesmo perguntas específicas sobre seus objetivos, pontos fortes, área de negócios desejada, quão envolvido você deseja estar nas operações diárias e quanto dinheiro você está disposto a investir na oportunidade.

O que procurar ao escolher uma franquia?

Depois de restringir o campo e o modelo de negócios em que está interessado, é hora de escolher uma franquia específica. Essa pergunta não importa se é para uma franquia barata, uma micro franquia, ou uma franquia cara. Você precisa buscar responder todas elas.

Aqui estão alguns fatores a serem considerados na sua decisão:

1. Um forte sistema de suporte para franqueados

Um dos maiores benefícios de comprar em uma franquia é que a marca já está estabelecida, portanto, certifique-se de que o franqueador está disponível para orientá-lo em esforços como marketing.

Como você está comprando uma marca estabelecida que funciona melhor quando o modelo é seguido, deve haver amplo suporte em todas as fases da sua franquia, já que eles devem saber como orientá-lo.

2. Invista em seu potencial

Certifique-se de ter a sensação de que o franqueador se preocupa com seu sucesso profissional e crescimento dentro da empresa. Uma boa franqua te levará a participar de uma série de testes para determinar se você tem uma mentalidade empreendedora e se tem a ambição de crescer com a empresa. O interesse deles, não apenas no ganho pessoal e monetário, deve te dar uma boa visão da empresa.

3. O profissionalismo do franqueador

Ao fazer suas perguntas iniciais ao franqueador, observe como eles tratam de sua solicitação. Eles respondem às perguntas de forma rápida e completa? Esses primeiros contatos iniciais são cruciais para se ter uma noção de como o franqueador conduz os negócios.

4. Expectativas mútuas

Um potencial franqueado deve ser claro sobre o que o franqueador espera dele e vice-versa. Certifique-se de que é um bom ajuste para ambas as partes. É fácil assinar franqueados e receber o dinheiro dos royalties. O que acontece depois é o que importa. Faça disso uma parceria de longo prazo e uma situação ganha-ganha.”

5. Abordagem de vendas e negócios

Pergunte qual é a abordagem de vendas da franquia, se há negócios disponíveis suficientes em seu mercado e se você tem dinheiro suficiente para realizar campanhas de sucesso É também aconselhável perguntar sobre suas abordagens de vendas e publicidade e se funcionarão em seu mercado.

6. Críticas online

Fique atento a informações em painéis de mensagens, grupos do Facebook ou LinkedIn ou artigos onde os franqueados falam sobre sua experiência com o franqueador. Se as avaliações forem consistentes ou positivas em sua maior parte, você pode ter uma boa noção das práticas de negócios da empresa.

7. Feedback dos atuais franqueados

A melhor maneira de aprender sobre uma franquia é conversar diretamente com as pessoas que trabalham com ela. Certifique-se de fazer perguntas específicas sobre o sistema de suporte do franqueador, taxas de licenciamento e qualquer exclusividade que o franqueador possa oferecer dentro de um determinado CEP ou raio de um determinado local.

8. Discussões em eventos oficiais

Algumas franquias realizam um “dia de descoberta” ou eventos semelhantes, onde você pode falar com representantes e aprender mais sobre as oportunidades disponíveis para você. Da mesma forma, participar de conferências do setor de franquia, como muitos eventos promovidos pelo SEBRAE, é uma ótima maneira de identificar e comparar suas opções.

Conclusão importante: procure um franqueador que será um verdadeiro parceiro no apoio à sua franquia em crescimento. Faça perguntas específicas aos representantes do franqueador e converse com os atuais franqueados para ter uma ideia de como um franqueador apoia seus parceiros.

9. Litígios anteriores ou atuais

Os itens acima contarão a você tudo sobre a experiência do franqueador e se o franqueador ou qualquer um dos responsáveis ​​esteve envolvido em falências ou litígios relevantes para a marca ou sua experiência como franqueador.

Litígios existentes e históricos entre o franqueador e seus franqueados podem revelar um nível de insatisfação com o sistema, ou podem mostrar que o franqueador leva a sério a manutenção dos padrões do sistema para o benefício de todos os franqueados.

10. Modelo de pagamentos e receita

Uma boa franquia explica o que você pagará ao franqueador e suas afiliadas antes e depois da abertura, bem como quanto o franqueador depende dos franqueados para obter receita.

11. Rotatividade e demanda de recursos

A franquia deve oferecer uma lista de franqueados em operação e uma lista de franqueados que saíram do sistema ou pararam de se comunicar com o franqueador. Você deve contatar o maior número possível de franqueados atuais e antigos e fazer perguntas sobre suas experiências, dificuldades e lucratividade.

Olhe atrás da cortina e do discurso de vendas. Não tenha medo de fazer perguntas difíceis – na verdade, faça a mesma pergunta a pessoas diferentes para ver se obtém respostas consistentes. Fale com o maior número de franqueados fisicamente possível e não pare até ouvir pelo menos alguns dos bons, dos maus e dos feios.

Quais são os benefícios de comprar uma franquia?

Comprar uma franquia elimina algumas tarefas significativas de desenvolvimento de negócios nas quais você precisaria investir se estivesse construindo um negócio do zero. Isso oferece grandes vantagens para quem não tem muita experiência em lançar um negócio. Aqui estão alguns dos benefícios:

1. Você está comprando um plano de negócios comprovado.

Quando você compra uma franquia, provavelmente receberá um manual detalhado sobre como conduzir cada processo necessário para administrar o negócio. Isso pode incluir tudo, desde como fazer as batatas fritas até como lavar o chão. Este manual comprovado já resolveu os problemas que você poderia ter que descobrir por conta própria se fosse abrir um novo negócio.

2. Muito do marketing é feito para você.

Como franqueado, você se beneficia do reconhecimento do nome que acompanha o licenciamento de uma marca regional, nacional ou internacional. Além disso, alguns franqueadores podem fornecer fundos adicionais para atividades de marketing ou materiais de marketing, como pôsteres, que você pode usar.

3. Sua cadeia de suprimentos e sistemas de suporte são desenvolvidos.

Seu franqueador já fez o trabalho árduo de identificar fornecedores e prestadores de serviços confiáveis ​​e econômicos que fazem seu negócio funcionar.

Conclusão importante: comprar uma franquia elimina muito do trabalho básico exigido de um novo negócio, como construir uma marca, desenvolver um plano de negócios e criar procedimentos operacionais. E mesmo uma franquia barata exigirá de você uma boa pesquisa.

E caso tenha alguma pergunta, deixe nos comentários abaixo! Estamos aqui para ajudar!

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

Após ouvir relatos de seus clientes empresariais, André percebeu que existia o receio de aceitar cartões por motivos variados, desde custos até não saber como funcionava uma máquina de cartão. Sendo especialista em finanças e educador financeiro com mais de 300 horas em cursos, André decidiu escrever sobre as máquinas de cartão para ajudar seus leitores e os vendedores que querem entrar neste mundo dos cartões de crédito e débito.

Aviso legal

O conteúdo apresentado no site é apenas informativo com o objetivo de ensinar sobre o funcionamento do mundo financeiro e apresentar ao leitor informações que o ensine a pensar sobre dinheiro. O site Maquininha não faz recomendações de investimentos e em nenhuma hipótese pode ser responsabilizado por qualquer tipo de resultado financeiro devido a práticas realizadas por seus leitores.

Deixe um comentário