Dicas de gestão financeira para o seu negócio

Em Problemas em máquinas de cartão por André M. Coelho

Educação e organização são duas chaves para garantir que sua empresa seja financeiramente saudável. Diretamente gerenciar suas finanças estabiliza sua empresa e torna menos provável que seu negócio falhe.

Para gerenciar as finanças da sua empresa, certifique-se de se pagar, manter um bom crédito, monitorar seus livros e planejar com antecedência.

O financiamento da dívida para pequenas empresas significa taxas de juros ao lado de pagamentos, enquanto o financiamento de capital exclui juros, mas pode vir com menos controle sobre os assuntos da empresa.

Este artigo é para aqueles que procuram conselhos sobre como gerenciar as finanças de sua empresa.

Gerenciar finanças pode ser um desafio para qualquer proprietário de pequenas empresas. Muitas vezes, a razão pela qual sua pequena empresa é bem sucedida é por causa das habilidades que você traz para fazer seu produto ou fornecer seu serviço. Se você não tem muita experiência com o gerenciamento de finanças comerciais, pode se sentir como uma tarefa e você poderia estar escorregando em maus hábitos financeiros que poderiam prejudicar o seu negócio.

A importância da gestão financeira

O passo mais importante para qualquer proprietário de negócios é se educar. Ao entender as habilidades básicas necessárias para executar uma pequena empresa – como fazer tarefas de contabilidade simples, solicitando uma demonstração financeira de empréstimos ou de elaboração de empréstimos – os proprietários de empresas podem criar um futuro financeiro estável e evitar falhas. Além da educação, a permanência organizada é um componente importante da gestão do dinheiro do som.

Não há nada mais aterrorizante, caro ou arriscado do que aparecer no escritório do seu contador no final do ano com uma caixa de sapatos de recibos e nove de suas últimas 12 declarações bancárias. É impossível exagerar a importância e benefício de rastrear adequadamente suas informações financeiras ao longo do ano.

Gerenciar suas finanças de negócios é importante para criar um futuro financeiro estável em que sua empresa é menos provável de falhar.

Gerenciamento financeiro de empresas

Com uma boa gestão financeira, seu negócio pode ir muito além e crescer com saúde financeira. (Imagem: ITCILO)

Como fazer a gestão de finanças da empresa?

Aqui estão algumas coisas que você deve fazer como uma pequena empresa para ficar em cima de suas finanças.

1. Pague-se

Se você estiver comandando uma pequena empresa, pode ser fácil tentar colocar tudo nas operações do dia-a-dia. Afinal, esse capital extra pode muitas vezes percorrer um longo caminho para ajudar seus negócios a crescer. Os pequenos empresários não devem ignorar seu próprio papel na empresa e devem se compensar de acordo. Você quer garantir que suas empresas e finanças pessoais estejam em boa forma.

Muitos proprietários de pequenos negócios, especialmente no início, negligenciam a si mesmos. Eles acreditam ser mais importante obter o negócio funcionando e pagar todos os outros. Mas, se o negócio não funcionar, você não terá se pago. Lembre-se, você é parte do negócio e Você precisa se compensar tanto quanto pagar os outros.

2. Invista em crescimento

Além de se pagar, é importante reservar dinheiro e olhar para oportunidades de crescimento. Isso pode permitir que sua empresa prospere e se mova em uma direção financeira saudável. E os donos de negócios devem sempre ficar de olho no futuro.

Uma pequena empresa que quer continuar a crescer, inovar e atrair os melhores funcionários deve demonstrar que estão dispostos a investir no futuro. Os clientes apreciarão o aumento do nível de serviço. Os funcionários apreciarão que você está investindo na empresa e em suas careiras. E, finalmente, você criará mais valor para o seu negócio do que se você estivesse tratando todos os seus lucros como questões pessoais.

3. Não tenha medo de empréstimos e financiamentos

Empréstimos podem ser assustadores. Eles podem levar a se preocupar com as repercussões financeiras que acompanham o fracasso. No entanto, sem o influxo de capital que você obtém de empréstimos, você pode enfrentar desafios substanciais ao tentar comprar equipamentos ou aumentar sua equipe. Você também pode usar empréstimos e financiamentos para impulsionar seu fluxo de caixa e, assim, enfrentar menos problemas pagando funcionários e fornecedores a tempo.

4. Mantenha um bom crédito comercial.

À medida que sua empresa cresce, você pode querer comprar mais imóveis comerciais, adquirir apólices de seguro adicionais e tirar mais empréstimos para facilitar todas essas atividades. Com crédito de negócios deficiente, obter aprovação para todas essas transações e aquisições pode ser mais difícil. Para manter um bom crédito, pague todo o seu financiamento da dívida o mais rápido possível. Por exemplo, não deixe seus cartões de crédito de negócios funcionarem um saldo por mais de algumas semanas. Da mesma forma, não tire empréstimos com taxas de juros que você não pode pagar. Apenas busque o financiamento que você pode reembolsar com rapidez e facilidade.

5. Tenha uma boa estratégia de faturamento

Todo proprietário da empresa tem um cliente que é consistentemente atrasado em suas faturas e pagamentos. Gerenciando finanças de pequenas empresas também significa gerenciar o fluxo de caixa para garantir que sua empresa esteja operando em um nível saudável no dia-a-dia. Se você está lutando para recolher de certos clientes ou clientes, pode ser hora de ser criativo com como você os cobra.

Muito dinheiro amarrado em faturas não remuneradas pode levar a problemas de fluxo de caixa, uma das principais causas de falha comercial. Se você tem um cliente crônico de pagamento tardio,  em vez de enfraquecê-los com repetidos faturamentos e telefonemas, tente uma abordagem diferente. Altere as condições de pagamento. Por exemplo, se o cliente paga a fatura dentro de 10 dias, eles receberão um desconto de 2% fora da conta total. Se não, os termos são o pagamento integral devido em 30 dias.

6. Espalhe os pagamentos fiscais

Se você tiver dificuldade em economizar para seus pagamentos fiscais estimados trimestrais, torne-o um pagamento mensal. Dessa forma, você pode tratar pagamentos de impostos como qualquer outra despesa operacional mensal.

Nota do editor: precisa de um empréstimo de pequeno negócio para o seu negócio? Preencha o questionário abaixo para que nossos parceiros de fornecedores entre em contato com informações grátis.

7. Monitore seus livros contábeis

Esta é uma prática óbvia, mas é muito importante. Faça o seu melhor para reservar tempo a cada dia ou mês para rever e monitorar seus livros, mesmo que você esteja trabalhando com um contador. Ele permitirá que você se torne mais familiarizado com as finanças do seu negócio, mas também fornece uma janela em potencial crime financeiro.

Não negligencie as reconciliações do Banco e passar algum tempo a cada mês revisando as faturas pendentes. Deixar de fazer isso, especialmente se um contador estiver envolvido, abre o negócio para gastos desperdiçados ou até crimes fiscais.

8. Concentre-se nas despesas, mas também no Retorno Sobre os Investimentos (RSI ou ROI)

As despesas de medição e o retorno do investimento podem dar-lhe uma imagem clara do que os investimentos fazem sentido e que podem não valer a pena continuar. Os proprietários de pequenos negócios devem ser cautelosos de onde gastam seu dinheiro.

Concentre-se no RSI/ROI que vem com cada uma das suas despesas”, disse ela. Não fazendo isso significa que você pode perder dinheiro em apostas irrelevantes ou ruins. Saiba onde você está gastando seus reais duros e como esse investimento está pagando. Se não estiver pagando, corta um pouco mais sobre as iniciativas que trabalham para você e para o seu negócio.

9. Configure bons hábitos financeiros.

Estabelecer protocolos financeiros internos, mesmo que seja tão simples quanto dedicar tempo para revisar e atualizar informações financeiras, pode percorrer um longo caminho para proteger a saúde financeira do seu negócio. Manter-se com suas finanças pode ajudá-lo a mitigar fraude ou risco.

Como uma pequena empresa, muitas vezes estamos presos por tempo, dinheiro e temos capacidades tecnológicas muito inferiores, mas não deve impedir que qualquer proprietário de pequenas empresas implemente alguma espécie de controle interno. Isso é especialmente importante se você tiver funcionários. Os fracos controles internos podem levar a fraude ou roubo por funcionários, e podem potencialmente obter problemas legais se você ou um funcionário não estiver cumprindo certas leis.

10. Planeje com antecedência.

Sempre haverá problemas de negócios que precisam ser endereçados hoje, mas quando se trata de suas finanças, você precisa planejar o futuro. Se você não está parecendo cinco a 10 anos à frente, você está atrás da competição

Para melhor gerenciar as pequenas finanças de negócios, pague-se um salário dos ganhos da sua empresa, planeje com antecedência, pague a dívida em tempo hábil e concentre-se em seu retorno sobre o investimento.

Tipos de finanças de negócios

É importante lembrar que as finanças de negócios não são apenas sobre seus ganhos – são sobre como você gasta seu dinheiro e onde o ganha. Quando se trata de onde você recebe seu financiamento, você deve entender as duas principais categorias de financiamento:

Financiamento da dívida

O financiamento da dívida é um empréstimo que sua empresa paga com interesse adicional. Através do financiamento da dívida, você pode acessar rapidamente o capital que talvez não seja capaz de obter por semanas ou até meses. Empréstimos bancários, empréstimos do governo, avanços em dinheiro de comerciante, linhas de crédito comercial e cartões de crédito de negócios são todas as formas de financiamento da dívida, que você deve pagar, mesmo que sua empresa falhe.

Financiamento de capital

Financiamento de capital, ao contrário do financiamento da dívida, não requer reembolso se sua empresa falhar. No entanto, você provavelmente terá que conceder aos seus financiadores um assento na tabela de tomada de decisão. Capitalistas de risco, investidores de anjo e crowdfunding de ações são todas as formas de financiamento de capital.

O financiamento da dívida compreende vários empréstimos tradicionais que exigem pagamentos de juros, enquanto o financiamento de capital vem com menos riscos financeiros, mas requer mais controle das outras partes.

Dúvidas? Deixem nos comentários suas perguntas!

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

Após ouvir relatos de seus clientes empresariais, André percebeu que existia o receio de aceitar cartões por motivos variados, desde custos até não saber como funcionava uma máquina de cartão. Sendo especialista em finanças e educador financeiro com mais de 300 horas em cursos, André decidiu escrever sobre as máquinas de cartão para ajudar seus leitores e os vendedores que querem entrar neste mundo dos cartões de crédito e débito.

Aviso legal

O conteúdo apresentado no site é apenas informativo com o objetivo de ensinar sobre o funcionamento do mundo financeiro e apresentar ao leitor informações que o ensine a pensar sobre dinheiro. O site Maquininha não faz recomendações de investimentos e em nenhuma hipótese pode ser responsabilizado por qualquer tipo de resultado financeiro devido a práticas realizadas por seus leitores.

Deixe um comentário