Como reprogramar máquina de cartão? Quando dá pra reprogramar?

Escrito na categoria "Tipos de máquinas de cartão" por André M. Coelho.

As empresas e vendedores que estão pensando em trocar de processadores de cartão de crédito se perguntam: “Posso usar minha máquina de cartão de crédito com outro processador?” Se você está se perguntando se sua máquina de cartão de crédito pode ser reprogramada, aqui está o exemplo: algumas máquinas de cartão de crédito podem ser reprogramadas para funcionar com praticamente qualquer serviço de processamento de cartão de crédito, enquanto outras máquinas funcionam apenas com um processador específico.

Máquinas mais antigas de cartão de crédito que não possuem hardware e memória adequados para oferecer suporte a programas modernos podem não funcionar com qualquer processador de pagamentos.

Mesmo que uma máquina de cartão de crédito possa ser reprogramada, é uma boa ideia evitar reprogramar máquinas antigas que não estão mais em conformidade com padrões de segurança atuais ou que não podem aceitar novos cartões com chip EMV.

Máquina de cartão universal

A maioria das máquinas de cartão de crédito é fabricada para o mercado aberto, permitindo que qualquer processador de cartão de crédito que esteja disposto a criar um programa que permita que a máquina funcione em sua plataforma. Essas máquinas de cartão de crédito oferecem às empresas a flexibilidade de passar de um processador para outro simplesmente fazendo com que o novo processador reprograme sua máquina existente.

Essa flexibilidade torna as máquinas de cartão de crédito universais a opção preferida e mais econômica quando comparadas às máquinas proprietárias.

As máquinas fabricadas pela Verifone são exemplos de máquinas de cartão de crédito de mercado aberto que podem trabalhar com muitos processadores diferentes.

Máquinas de cartão de crédito proprietárias

Máquinas de cartão de crédito proprietárias são fabricadas para funcionar apenas com um processador específico. Uma empresa que compra uma máquina proprietária de cartão de crédito será forçada a comprar outra máquina se e quando decidir trocar de processador. Por esse motivo, recomendamos uma consideração cuidadosa antes de comprar máquinas proprietárias e desencorajamos máquinas proprietárias no mercado.

Reprogramando máquinas de cartão

A reprogramação de máquinas de cartão pode permitir usar diferentes terminais com diferentes provedoras. (Foto: Merchant Services LTD)

Compatibilidade da máquina de cartão

Mesmo máquinas de cartão de crédito fabricadas para o mercado aberto podem ter limitações. Para que uma máquina de cartão de crédito possa ser programada por um processador, é necessário primeiro ter um software disponível que permita que a máquina se comunique com sua rede.

Criar esse software custa dinheiro e, se uma máquina não possui uma participação de mercado suficientemente grande, um processador pode não ser capaz de justificar o custo de criação do software para suportá-lo. Portanto, mesmo que uma máquina possa ser reprogramada por qualquer processador, nem todos os processadores suportam todas as máquinas de mercado aberto.

Máquinas fabricadas pela Ingenico são um bom exemplo de máquinas de mercado aberto que alguns processadores não optaram por oferecer suporte.

Se você estiver interessado em usar uma máquina específica, verifique com seu processador preferido a compatibilidade antes de fazer a compra, mesmo que a máquina não seja proprietária.

Idade da máquina e hardware

A tecnologia na indústria de processamento muda rapidamente, e as máquinas mais antigas de cartão de crédito podem não ter o hardware para suportar a programação e os recursos modernos. Mesmo que uma máquina mais antiga possa ser reprogramada, os benefícios que as novas máquinas oferecem podem tornar a máquina antiga obsoleta.

Por exemplo, uma máquina dial-up antiga que se conecta por meio de uma linha telefônica requer cerca de vinte segundos para processar uma transação típica com tarja magnética. Máquinas IP mais recentes que se conectam via Internet são capazes de processar o mesmo tipo de transação em apenas dois segundos.

Para empresas em ritmo acelerado, como restaurantes e lojas movimentadas, economizar dezoito segundos em cada transação vale bem o custo da compra de uma nova máquina.

Memória insuficiente é outro fator limitante das máquinas de cartão de crédito mais antigas. Geralmente, máquinas com menos de um megabyte de memória não conseguem lidar com o tamanho da maioria dos programas modernos.

Conformidade com padrões de segurança modernos

Além disso, muitas máquinas mais antigas não são capazes de suportar os requisitos de segurança modernos exigidos pelo padrão de segurança de dados do setor de cartões de pagamento. Embora seja possível para os processadores reprogramarem essas máquinas, é altamente recomendável que uma empresa adquira uma máquina mais recente, compatível com os padrões mdoernos, sempre que possível.

Embora sejam capazes, alguns processadores pararam de reprogramar máquinas não compatíveis, apesar de ainda não existirem regulamentos específicos que proíbam a prática. As máquinas Verifone mais antigas são exemplos de máquinas que não são mais compatíveis com os padrões modernos e, enquanto alguns processadores reprogramarão essas máquinas, muitos não.

Compatibilidade da máquina com chip

Máquinas de cartão de crédito antigas também frequentemente não são compatíveis com os novos cartões com chip EMV. As empresas que aceitarem cartões de crédito serão responsáveis ​​por transações fraudulentas se não usarem o equipamento compatível com cartão de chip EMV ao executar os cartões dos clientes. Proteja você e sua empresa: em vez de reprogramar um terminal que não seja EMV, atualize para uma opção mais segura. Os terminais de cartões com chip de bancada custam cerca de US $ 300 e incluem um slot para os cartões EMV serem “mergulhados” em vez de passados.

Como reprogramar máquina de cartão?

A maioria das máquinas de discagem e cartão de crédito IP padrão pode ser reprogramada por telefone em questão de minutos. As máquinas de cartão de crédito sem fio e outras peças de equipamento mais sofisticadas podem precisar ser enviadas fisicamente para um processador para reprogramação. Se o seu processador puder reprogramar a máquina pelo telefone, escolha um horário em que sua empresa esteja lenta ou fechada. Embora a reprogramação seja geralmente um processo rápido e tranquilo, é uma boa ideia fazê-lo quando não houver clientes esperando.

Taxas e encargos de reprogramação: além do tempo gasto por um agente ou membro da equipe, os processadores não incorrem em custos para reprogramar uma máquina de cartão de crédito. Uma taxa cobrada por um processador para reprogramar o equipamento existente geralmente é um lucro puro para o processador ou é mantida como um bônus ou comissão adicional pelo agente que origina a conta do comerciante. As empresas devem tentar negociar a isenção das taxas de reprogramação. De fato, muitos processadores competitivos não tentarão cobrar tais taxas em primeiro lugar.

Ficou alguma dúvida? Deixem nos comentários suas perguntas e iremos responder!

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

Após ouvir relatos de seus clientes empresariais, André percebeu que existia o receio de aceitar cartões por motivos variados, desde custos até não saber como funcionava uma máquina de cartão. Sendo especialista em finanças e educador financeiro com mais de 300 horas em cursos, André decidiu escrever sobre as máquinas de cartão para ajudar seus leitores e os vendedores que querem entrar neste mundo dos cartões de crédito e débito.

Aviso legal

O conteúdo apresentado no site é apenas informativo com o objetivo de ensinar sobre o funcionamento do mundo financeiro e apresentar ao leitor informações que o ensine a pensar sobre dinheiro. O site Maquininha não faz recomendações de investimentos e em nenhuma hipótese pode ser responsabilizado por qualquer tipo de resultado financeiro devido a práticas realizadas por seus leitores.

Deixe um comentário